John Lennon, um sonhador

Se existe um músico cuja ausência marcou e muito a História, esse é John Lennon.

Pode-se falar de David Bowie, de George Harrison, mas existem alguns elementos que permitem a conclusão sobre Lennon.

O primeiro ponto é que John Lennon é O fundador dos Beatles. Foi ele que criou uma banda, os Quarry Men, e aceitou Paul McCartney, George Harrison e Richie Starkey. Mesmo contrariado e somente com vontade de ficar com Yoko Ono, aceitou não anunciar sua saída da banda por questões publicitárias. Mesmo com ele tendo dito que o sonho havia acabado, o sonho não havia acabado… até sua morte. Considerando que os Beatles foram um fenômeno comercial e musical, Lennon morrer simboliza que qualquer especulação dos quatro se reunindo nunca mais seria realidade. Anthology, o projeto para reviver faixas antigas e dar força a coisas que Lennon deixou, foi o máximo que se chegou perto, mas mesmo assim sem a mesma magia. É possível dizer que os Beatles ainda são o maior fenômento cultural criado pela música, considerando toda sua influência… mas, como banda, acabou em 1970 e enterrou os sonhos de reunião em 1980.

O segundo se trata da própria carreira solo de John Lennon. Depois de passar um tempão parado, só cuidando do filho Sean, John redescobriu o gosto pela música e por hambúrgueres, o que deixou Yoko um tanto preocupada. Em uma nova fase, velejando, criou novas músicas… Double Fantasy, lançado dias antes de sua morte, é um sopro de vida nova no que ele criava. As músicas deste álbum estão entre suas melhores. Porém, é de se imaginar que as seguintes (não falo as que sobraram no Milk and Honey) possuíam potencial para SUPERAR Double Fantasy. Imagine é lindo, mas Mind Games é uma obra-prima. Percebe a escala e linha?

Mas existe um terceiro aspecto. E este doerá em você.

Os Anos 70 são um perfeito resultado do que surgiu a partir de 1967: pessoas buscando a felicidade, trajando mais cores, mais estilos, vivendo mais também uns pelos outros. Podemos dizer, sim, que os anos 1970 foram constituídos de um otimismo, uma energia. Como a História sempre prova, o espírito de uma década nunca vem em seu primeiro ano, mas antes ou depois. Sempre digo que os anos 1980 só terminaram de vez no Brasil em 1996. Com isso, se a década de 1970 começou em 1967, ela terminou em 9 de dezembro de 1981.

O homem que pedia para que imaginássemos um mundo melhor e mais simples e justo foi atingido por vários tiros e morreu na porta de casa e, ao dia seguinte, a sociedade decidiu que não valia a pena ser tão otimista assim. Foi uma década sombria, triste e noturna. A Década Sem Limites.

Os que continuaram buscando ser otimistas são justamente os que entenderam a mensagem de Lennon. Ele era um sonhador, e convidava a todos para sonhar com ele. Imaginar como podemos tornar a sociedade mais compreensível e inclusiva.

Depois de querer pegar a mão da garota, de pedir por socorro e até mesmo questionando as ideias de revolução, Lennon havia entendido que só se muda as coisas propondo a paz. Como ele mesmo teve, tempos depois, cuidando do filho.

E aí criando Double Fantasy.

Pena que um babaca interrompeu tudo isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *